O blogue

Bem, todos sabem que blogue é uma coisa que se faz, antes de tudo, para si mesmo. Ele existe para que seu criador expresse seus juízos, suas vaidades, seus assuntos favoritos e, por fim, contemple seu próprio bom gosto mais ou menos como fez Jeová lá no sétimo dia. Por sinal, há algo de divino na feitura de um blogue e cada novo blogueiro pensa que, de fato, está criando um mundo novo repleto de possibilidades e aventuras.

O que decorre daí, no entanto, é quase sempre uma decepção do criador com a criatura que acaba por apartá-los e pode levar o criador a abandonar ou, até mesmo, a exterminar sua criatura (talvez nem sempre com um dilúvio ou uma chuva de fogo, suponho, mas com um clique frio e desesperado que excluirá para todo o sempre o blogue). Apesar disso, sabemos também que essas coisas demoram a acontecer, pois, no fundo, o criador ama sua criatura e espera que ela o ame de volta e corresponda as expectativas que ele tem dela – mas a decepção prossegue. E assim se escrevem blogues. E bíblias.

Basicamente, Ao invés do inverso serve de expressão para minhas meditações sobre Filosofia, Literatura e História, consistindo num espaço para desabafos intelectuais que tenta não ser meramente a favor ou contra quaisquer posições, porém, ao invés disso, promover um pensamento que seja mais que mera contrariedade.

Acho que é isso.

Ouse dizer o que pensa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s