Pequena provocação (anti) terapêutica

sigmund-freud-final

1. Certas vertentes da Psicologia pretendem tratar pessoas psiquicamente transtornadas com a técnica da “terapia psicológica”, que consistiria na realização de encontros que promoveriam a fala e a reflexão conjunta acerca daquilo que perturba o paciente. O objetivo dos encontros seria equilibrar a psique do doente e lhe dar subsídios para dissolver alguns de suas perturbações e enfrentar outras.

2. Bem, suponhamos que um paciente melhore de seu transtorno depois de certo tempo fazendo uma terapia psicológica qualquer, supondo também que sua melhora tenha ocorrido em função de eventos paralelos à terapia os quais ele não mencionou ao psicólogo em nenhum momento. Diante de uma situação assim, seria possível ao psicólogo notar que sua terapia não foi responsável pela melhora do paciente? De que maneira?

3. Se o terapeuta puder separar a melhora do paciente da ação de sua terapia, então é possível dizer “se” e “por quais motivos” a terapia funciona bastando separar o que provém da técnica e o que não provém, entretanto, se ele não puder realizar essa separação, então mesmo ocorrendo qualquer melhora no paciente no tempo em que ele é tratado, o psicólogo jamais saberá dizer se ela se deu por conta da terapia ou por outro motivo qualquer, o que torna a técnica terapêutica algo que, em nenhum momento, se pode dizer que funciona ou mesmo que produz qualquer melhora no paciente.

Um adendo: um psicólogo é capaz de montar um esquema bastante razoável da psique de uma pessoa transtornada e, a partir disso, discutir com ela as causas de seus males, suas possibilidades de mudanças e coisas assim. Se o profissional for bom e o paciente estiver mesmo disposto a se repensar e mudar, acho que a terapia pode mesmo “funcionar” a despeito do problema que levantei continuar presente.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Pequena provocação (anti) terapêutica

Ouse dizer o que pensa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s