Suscetibilidade

Ideias superiores, alguém diz, e algo se agita dentro de mim.

Ideias de todo tipo recebem todo tipo de valor positivo, bem sabemos, mas convenhamos que não é difícil ser positivamente valorado quando se é uma ideia, não?

Ideias podem estar erradas, mas não podem errar, podem ser boas ou torpes, mas não podem julgar o que é bom ou torpe.

Considerem a ideia de deus, por exemplo: um ser onipotente, onipresente e onisciente. Desses atributos se depreende também que ele é justo, bom, digno de louvor, etc.

É curioso que seja tão fácil ser superior quando se é deus…

Ah, ideias superiores! Que grandeza há em não ser suscetível? Que valor há naquilo que não erra, que não descobre a cada escolha o peso do que escolheu? Queremos dar valor de eternidade às coisas, isolando as ideias num mundo em que elas não podem ser trincadas, mas que valor tem aquilo que possui todo o tempo para ser o que quiser ser? Acaso a grandeza não estaria em, a cada nova tentativa, poder pôr tudo a perder?

PS: fiz uma  versão francesa desse texto aqui.

Anúncios

7 pensamentos sobre “Suscetibilidade

  1. Porra Bruno, você parece até um hippie sujo falando! Hahahahahah!
    Idéias são exatamente isso, superiores, mas sobre essa nobreza “do que não erra” é na realidade bem humana, e não das idéias. As idéias são um caminho reto, perfeitamente racional. As pessoas nem sempre. As pessoas seguem as idéias e por vezes se dar ao luxo de errar pode parecer um pouco mais legal, talvez até um pouco mais nobre, dependendo da ocasião.

    • hahaha,

      Eu ainda não estou certo desse assunto, mas acho que não gosto muito da valoração moral das ideias, como boas, superiores, inferiores, etc, pois tenho a impressão de que é fácil, a partir disso, colocar uma pessoa e uma ideia no mesmo nível de uma pessoa.

      Acho que talvez seja o caso de valorar as ideias só por valores intelectuais mesmo (verdadeiro, falso), mas ainda estou pensando.

        • Mas aí que tá, quando você diz que deus é bom, não é uma valoração moral de uma ideia? Por mais que a pessoa veja deus no mundo e não só como um conceito, olhando do ponto de vista ateísta, é só uma ideia valorada positivamente, ou não?

          • Então, você tá ligado que Deus não existe ne?! – E tipo, qualquer outra idéia que eu tenha que eu ache “boa” eu a vejo como boa por ser efetiva/eficaz/apropriada, enfim, há critérios para dizer que ela é boa.

            Mano, eu estou com vontade de discutir uns textos naquele seu antigo grupo. Muhahaha! O primeiro com certeza vai ser o do Ryle!

  2. Pingback: Susceptibilité | Ao invés do inverso

Ouse dizer o que pensa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s