Desconstrução

hqdefaultUm tiranossauro de lego. Corpulento, ameaçador. Dentes coloridos que devorariam eu e você.

Alguém diz: — É preciso desconstruir nossos tiranossauros.

Sinto que devo concordar. Façamos isso então.

Retiremos seus dentes e ele não assustará mais, depois a longa cauda parar evitar surpresas.

O que restará? Um tronco, braços, pernas, uma estrutura — um homem? Ou será mulher? Qualquer coisa masculina ou feminina?

Claro que não.

Desconstruamos também homem, mulher, masculino, feminino e o que mais restar depois disso. Nenhuma estrutura prévia, por mais bacana que seja, estará protegida do desmonte. Retiremos os braços, as pernas, ossos, pulmões, tudo.

O chão ficará uma bagunça: partes por todo lado e nenhuma estrutura que possamos reconhecer.

O que sobra? As peças. E a lembrança das coisas que um dia foram construídas por elas.

Daí, poderemos até inventar de remontar essas estruturas ou mesmo de construir outras mais, contudo, uma vez que a desconstrução tenha sido feita (e uma vez na vida já basta) saberemos que qualquer futura construção será resultado do arbítrio de quem a fez. É tão fácil construir um dinossauro quanto um homem, mas ambos são igualmente desmontáveis. É só lego.

Hoje muitos de nós querem jogar esse jogo, há inúmeras mãos ávidas por desconstruir tiranossauros. Pois bem, desconstruam, acho ótimo, mas seria bom que considerassem que a desconstrução, se bem feita, não protege ou enseja estruturas, pois aquilo que sobra também é desfeito e assim por diante até atingirmos a dureza dos tijolos. Querem mesmo brincar? Brinquem então, mas ao final do jogo seus próprios brinquedos também serão peças, a menos, é claro, que se queira parar antes do fim para proteger alguns deles. Nesse caso, por uma questão de honestidade, vocês terão que deixar de falar em desconstrução. E pular fora do jogo.

PS: este texto nasceu dessa reflexão do Valter Magnaroli.

Anúncios

Ouse dizer o que pensa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s