Descontexto (Parte I)

A partir de uma falácia conhecida que consiste em retirar uma fala de seu contexto para então refutá-la, esta série retira alguns textos de suas circunstâncias de origem e expõem os significados que adquirem quando reposicionados fora delas.

*

Texto:O negro pode ser belo para o negro, como um gato é belo para um gato; mas, não é belo em sentido absoluto, porque seus traços grosseiros, seus lábios espessos acusam a materialidade dos instintos; podem bem exprimir as paixões violentas, mas não podem prestar-se a evidenciar os delicados matizes do sentimento, nem as modulações de um espírito fino”.

Pretexto: para qualquer racista da atualidade.

Contexto: eis uma das várias opiniões “intrigantes” que Allan Kardek tinha sobre os negros. Está em Obras póstumas.

*

Excerto: “A verdade é que na África, tudo quanto se pretenda fazer com algumas palavras brandas, com expressões de afetividade, em que não se esconda ou se dê de leve a impressão que o transviado receberá chicotada, nada se consegue de positivo”

Pretexto: para qualquer colonizador do século XVI justificar seus atos sanguinários.

Contexto: esta é uma das muitas opiniões do filósofo católico Mario Ferreira dos Santos acerca da África e dos negros. Elas estão contidas, em sua maioria, no panfleto A invasão vertical dos bárbaros — em tempo: é um livro do século XX.

*

Excerto: “Os homens são estupradores em potencial”.

Pretexto: para qualquer blogue feminista estereotipar homens.

Contexto: era uma das acusações comuns da KKK contra os homens negros.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Descontexto (Parte I)

  1. Gostei da seleção! E existem muitas coisas colocadas no século XIX pela ciência que são ditas hoje como “normais”, mas que são aberrações. Um dos exemplos que ele deu e que eu achei legal foi o de “raça ariana” onde se desloca um termo da biologia do século XIX (raça) e um termo da lingüística (Ariana) para falar de um povo. Falar “raça ariana” é tão aberrativo quanto falar em uma “raça portuguesa” (no sentido dos falantes de português).

Ouse dizer o que pensa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s